Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Exibição Tirana

por cincodiasuteis, em 08.09.14

O Mundial já lá vai. Mudam-se os tempos, mas Portugal continua a perder. Se perder com a Alemanha por 4-0 e ver Angela Merkel festejar cada golo efusivamente (provavelmente o único exercício físico que faz) já é uma coisa terrível, imagine-se o que é perder com uma selecção como a da Albânia.

 

É engraçado que esta derrota surja na semana em que Cristiano Ronaldo disse que era difícil haver muita qualidade na selecção portuguesa, porque o país tem apenas 10 milhões de habitantes. Segundo a wikipedia, a Albânia nem precisa de tradição no futebol, nem de chegar aos 3 milhões de habitantes para derrotar Portugal.

 

Confesso que não ganhar não foi grande surpresa para mim, pois o facto de Portugal não jogar nada não vem de agora. Vem de há muito tempo atrás – naquela altura em que nos tentavam convencer de que ir aos playoffs nos dava sorte (até porque ficar em 1.º costuma dar muito azar) e que éramos bons era a jogar contra adversários fortes. Depois do Mundial e deste jogo, já deu para perceber que nem contra adversários fortes, nem contra adversários fracos. Aliás, é bem provável que a selecção não conseguisse ganhar um jogo contra si própria, se isto fosse possível.

 

O jogo com a Albânia parecia um daqueles jogos de solteiros contra casados. Se estão com dúvidas sobre quem era quem, eu esclareço: Portugal era a equipa dos casados, porque claramente já tinha dado o nó e foi à volta do pescoço.

 

Depois do golo da selecção albanesa, Pepe esboçou um sorriso. No final do jogo, disse que “era difícil virar a página, porque estão sempre a falar do Mundial”, o que é claramente uma boa deixa para acabar a minha crónica para ver se consegue virar a página do jogo com a Albânia. Deixo apenas um conselho ao Pepe: é melhor ver se o livro não está de cabeça para baixo e se não está a folhear para trás.

 

Para terminar, uma palavra para aqueles que ainda estão chocados com a derrota. Se pensarem bem, quando estamos constipados e queremos dizer Alemanha, dizemos Albânia. Segundo esse ponto de vista, em Junho perdemos 4-0 com a Alemanha e agora só já perdemos por um. Está a melhorar. Quando vier a gripe, ninguém nos agarra. Atchim!

 

Francisco Mendes

Autoria e outros dados (tags, etc)



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Contacto

cronicasinuteis@sapo.pt